[Filme] Insurgente

insurgent-3d

Hello! Corri para os cinemas assim que terminei de ler Insurgente (falei sobre ele aqui), continuação da distopia escrita por Veronica Roth. Para quem ainda não viu Divergente, tem resenha do primeiro filme da saga aqui.

Em Divergente, Tris buscava encontrar seu lugar em uma sociedade dividida em cinco facções. Para isso, ela escolheu a Audácia, que valoriza a coragem e a força acima de tudo. No entanto, Insurgente não trata mais sobre a adaptação a uma facção, e sim sobre o início de uma revolução.

insurgent

Insurgente possui um ritmo mais intenso que o primeiro filme, com uma maior quantidade de cenas de ações e com muitas reviravoltas. O filme ainda conta com uma grande produção, possuindo ótimos cenários e efeitos especiais que não deixaram a desejar.

O que mais incomodou foram às muitas mudanças se comparado com o livro. Sei que algo normal que ocorre em adaptações, mas nesse ponto, Insurgente realmente deixou um pouco a desejar. Muitas cenas importantes do livro são deixadas de lado ou mudadas completamente, alguns personagens mudam completamente sua forma de agir e de pensar e outros não são nem citados. Mas a maior mudança foi o final, que teria sido muito mais dramático e despertaria muito mais a nossa curiosidade se seguisse o enredo do livro.

É claro que nem todas as mudanças foram algo negativo. Ainda temos a mesma protagonista quebrada e traumatizada que o livro nos apresenta, mas parece mais forte e determinada. O relacionamento entre ela e Quatro é também é melhor apresentado, não deixando tanto a impressão de desconfiança entre ambos que o livro me trouxe.

Alguém ai já viu o filme? O que achou?

Facebook, Instagram, Flickr

Beijos e Abraços!

50 tons de cinza

50tons-wallpaper

Eu sei que já faz mais de um mês que 50 tons de cinza chegou aos cinemas, mas eu não poderia deixar de dar minha opinião também – mesmo que ela esteja um pouco atrasada.  Não pretendo fazer uma análise da história e sim apontar alguns aspectos importantes que eu achei do filme.

Baseado no romance de E.L. James, o primeiro filme da trilogia nos mostra o início do relacionamento de Christian Grey e Anastasia Steele. Ele, um jovem milionário e ela, uma universitária que trabalha em uma loja de ferramentas. Seria um romance normal, como qualquer outro, se não fossem os gostos sexuais peculiares de Christian.

timthumb.php

A história de Ana e Christian não havia me conquistado no livro, e eu sabia que isso dificilmente ia acontecer na adaptação, então, eu não esperava muito. Surpreendentemente, o filme não foi tão ruim quanto eu imaginei que seria. Não surpreendeu muito, mas também não foi algo decepcionante.

timthumb

Posso dizer que a grande surpresa foi Dakota Johnson, que conseguiu a proeza de tornar sua personagem agradável. No filme, vemos uma Ana muito diferente do que era no livro. Ela não demonstrou tanta insegurança e por diversas vezes, era sarcástica e até mesmo divertida.

Por outro lado, Jamie Dornan, ator que interpretou Christian, não surpreendeu tanto.  Ele me lembrou  muito de Bela em Crepúsculo, ou seja, sem emoções – talvez seja culpa do próprio personagem, que não deu muito espaço para tal coisa, afinal, o Christian dos livros sempre se mostrou um homem reservado e sem demonstrar muitas emoções.

Os personagens secundários fazem jus ao nome, ou seja, pouco aparecem. Acho que isso foi um ponto negativo ao filme, que poderia ter explorado melhor o envolvimento entre eles e os protagonistas. Mesmo assim, a maioria fez seu trabalho da melhor maneira possível.

A grande polêmica, é claro, refere-se às cenas de sexo. Grande parte do livro trata e mostra explicitamente esse assunto, enquanto no filme, vemos isso ser deixado de lado para dar mais espaço ao romance. Muitas das cenas de sexo são descartadas e as poucas que sobraram foram ‘suavizadas’ ao estilo de Hollywood. Está longe de ser classificado como um filme pornográfico e dificilmente poderia ser comparado a um filme como Ninfomaníaca – acho que está no mesmo patamar das cenas de sexo que aparecem na novela das nove, por exemplo.

Foi um filme relativamente bom, apesar de estar longe de se tornar um dos meus favoritos. Enfim, vou terminar o post com a playlist do filme, que não poderia ser melhor.

Então, quem já viu? E o que acharam?

Facebook, Instagram, Flickr

Beijos e Abraços!